Quanto tempo você costumava passar em frente ao computador, televisão ou mesmo usando o celular? Bastante, não é mesmo?! Com a quarentena, as pessoas têm usado cada vez mais essas tecnologias. Todo dia tem algo diferente: live nas mídias sociais, trabalho home office, maratona de filmes e séries…

Mas o que ninguém pensa é como essas telas podem impactar negativamente na saúde ocular. O oftalmologista Gustavo Serra, do Visão Hospital de Olhos, alerta que, ao se concentrar para ver algo nesses aparelhos, o indivíduo acaba piscando bem menos do que o necessário para manter os olhos hidratados. “A pessoa pisca dez vezes menos do que o normal, fazendo com que a lágrima tenha alterações fisiológicas e, consequentemente, evaporando com mais facilidade. E, assim, o olho fica mais ressecado”, explica o médico.

E olho ressecado dá aquela vontade incontrolável de coçar, o que pode causar diversos problemas, inclusive, contaminação pelo coronavírus. Esfregar a mão nos olhos ou mesmo coçá-los pode gerar o ceratocone. Esse ato enfraquece e afina a córnea, aumentando a curvatura dela e deixando-a em formato de cone. E isso provoca aumento progressivo do grau e piora rápida da visão, podendo levar à cegueira, caso a doença não seja diagnosticada e tratada precocemente.

A máscara de proteção contribui para o ressecamento dos olhos

A máscara abafa a boca, então, exala-se um ar mais quente, que sofre choque térmico com o mais frio, na parte externa do rosto. Prova disso é o embaçamento das lentes dos óculos. Essa diferença de temperatura é prejudicial, levando também ao ressecamento ocular.

Evite coçar os olhos

Para evitar o hábito de coçar os olhos, é preciso identificar o que está causando essa irritação. Se for o uso excessivo de tecnologias, o recomendado é diminuir a frequência e fazer pausas regulares. Mas se for um processo alérgico, tem que ir mesmo ao oftalmologista.

Palavra do especialista:

“Observar a luminosidade da tela e do ambiente também é importante. Assim, a pessoa não terá que forçar muito a vista. O oftalmologista também pode indicar um colírio lubrificante. Quanto às máscaras, o ideal é colocar uma fita na parte de cima, fixando-a no rosto, para que o ar quente não vá para o olho. Já as alergias devem ser avaliadas por um especialista”, finaliza Dr. Gustavo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>