Já se perguntou como podemos fazer para saber se temos uma boa respiração? Diferente de aferir com precisão a temperatura do nosso corpo ou medir a nossa pressão arterial, frequência cardíaca e a respiratória, não existe um aparelho capaz de mensurar a qualidade da nossa respiração. Alguns testes como a rinomanometria computadorizada possibilita que o otorrino enxergue a restrição respiratória, mas o fato é que muitas pessoas vivem uma vida inteira com problemas que nem desconfiam, algumas pessoas procuram o otorrino para averiguar a respiração pela boca, com o nariz cronicamente obstruído por alergias, alterações infecciosas, inflamatórias e deformidades anatômicas, e outras pessoas apenas se acostumam com essa condição.

Em alguns casos o paciente chega no consultório com queixas de zumbido, perda auditiva, dor na garganta mas não havia percebido nenhuma anormalidade na respiração, porém quando questionados da qualidade da respiração é que se deram conta que sempre respiraram pela boca, então começa a tomada de exames.

Então que tal começar a observar como anda a sua respiração?

Observe se você passa pelas seguintes situações:

Respirar pela boca:

Quando existe uma obstrução nasal crônica o indivíduo passa a respirar pela boca rotineiramente. Algumas deformidades como face afilada, lábio superior curto sem fechamento da boca, má-oclusão dentária, palato (céu da boca) alto e profundo que reduz o tamanho da cavidade nasal, são muitas vezes irreversíveis e afetam profundamente a qualidade da respiração, normalmente se observa ainda na infância, seu tratamento deve ser iniciado o quanto antes.

Além disso temos outros sintomas comuns:

  • Desconforto na respiração;

  • Roncos a noite;

  • Pouco fôlego para fazer atividade físicas;

  • Diminuição do olfato e do paladar;

  • Secreção nasal constante entre outros.

Achou interessante esse artigo? Compartilhe com seus amigos e familiares e vamos observar a nossa respiração! #OtorrinoDF #QualidadeNaRespiração #RespireBem

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>